sábado, 28 de maio de 2016

Jovem estuprada por mais de 30 homens se defende nas redes sociais: ‘Parem de me culpar’

Imagens circulam nas redes sociais (Foto: Reprodução do Twitter)
A jovem vítima de estupro coletivo no Rio voltou a se manifestar nas redes sociais na madrugada deste sábado. Depois de ter trocado a foto do perfil e também ter sido atacada na internet, ela desabafou em seu perfil no Facebook.
Ela disse que não quer ser exposta e que não publicou suas fotos ou vídeo. A jovem disse que não quer mídia, não publicou a foto, muito menos o vídeo. Pediu para que parassem de a culpar e disse que não “procurou” o que aconteceu. Voltou a argumentar que a vítima não pode ser culpada e comparou com um roubo: “Ninguém culpa alguém que é assaltado por estar na rua com o celular.”
Uma conta no Twitter foi criada para, de uma forma enviesada, justificar o crime. Foram postadas fotos de uma menina segurando armas. Independentemente de as imagens serem falsas ou verdadeiras, a estratégia de quem criou a conta faz parte da cultura do estupro.
O objetivo é fazer o público acreditar que a menina andava com bandidos, e que, por isso mesmo, correu o risco de ser estuprada. Ou seja, a culpa não seria dos bandidos, mas da vítima. O mais indignante é que a lógica da cultura do estupro encontrou eco em alguns comentários…
Estupro coletivo teria sido motivado por vingança
A vítima de um estupro coletivo já foi ouvida pela polícia, no Rio de Janeiro. Em um vídeo que circula nas redes sociais, a jovem aparece nua e desacordada após uma sessão de estupro. As investigações continuam em andamento na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI).
Nas imagens, dois homens exibem a jovem: “Essa aqui, mais de 30 engravidou. Entendeu ou não entendeu?”, diz um dos homens na filmagem.
Dois suspeitos de terem participado do crime prestaram depoimento na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI) nesta sexta-feira. Eles negaram ter abusado da garota. O advogado de um dos suspeitos ainda diz que a frase “mais de 30 engravidou (sic)” é uma referência a um funk.
O namorado
O advogado Eduardo Antunes, representante de Lucas, jogador do Boavista suspeito de envolvimento no estupro coletivo da menina de 16 anos no Rio, foi categórico ao afirmar que ele é inocente. Segundo ele, seu cliente não teve relação com o crime, e o vídeo foi gravado por Raí de Souza, que chegou à Delegacia de Repressão a Crimes de Informática aos risos.
– Ele é inocente. Não houve estupro.
A versão dada por Antunes é de que Lucas não estava no local no momento em que foi gravado o vídeo. Segundo ele, a casa é um local abandonado onde os jovens geralmente se encontram para ter relações sexuais.
– Lucas foi para aquele lugar com o Raí e mais duas meninas. Os quatro iriam ter relações sexuais consentidas. O Lucas com a segunda menina e Raí com a jovem que foi vítima – contou o advogado. – Depois disso, Lucas saiu do local, mas a menina quis ficar. Até aí não tinha acontecido nada demais.
Antunes afirma que o vídeo foi gravado e vazado por Raí e defendeu que Lucas não tem nenhum envolvimento com o tráfico de drogas na comunidade.
No vídeo, a jovem está inconsciente. Segundo Antunes, Raí enviou um vídeo para um colega, e este espalhou para outras pessoas.
O advogado de Lucas ainda disse que a fala “mais de trinta engravidou” (sic) não é referente ao número de homens que abusaram da menina, mas sim uma referência a um funk.
Extra

Carroceiros encontram R$7 mil na BR-232 e devolvem ao dono

Dentro da bolsa, os policiais encontraram um cartão de visitas que os ajudou a localizar o dono  / Foto: Divulgação

JC Online

Uma bela atitudade foi registrada nesta sexta-feira (27) pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) no município de São Caetano, no Agreste. Dois carroceiros encontraram uma mochila com  R$ 7 mil em dinheiro, além de talões de cheque e eletrônicos nas margens da BR 232 e entregaram o material encontrado no posto da PRF, para que o proprietário fosse encontrado. 


De acordo com a assessoria de imprensa da PRF, os dois homens estavam passando pela rodovia, quando avistaram uma bolsa escura cair de uma caminhonete em movimento. Como ninguém retornou para buscá-la, eles a colocaram dentro da carroça e seguiram para casa. No momento em que começaram a selecionar o que haviam recolhido durante o dia, abriram a bolsa e se assustaram com o que havia dentro: dinheiro, celular, tablet, óculos escuros e três talões de cheque em branco.
Após pedir aconselhamento a um pastor de uma igreja, que os orientou a procurar o posto da PRF de São Caetano, a dupla entregou a mochila no posto da polícia. 
Dentro da bolsa, os policiais encontraram um cartão de visitas que os ajudou a localizar o dono de uma empresa de engenharia, que descreveu tudo o que havia na bolsa.
Um funcionário do proprietário foi até a PRF reaver os pertences, porque o dono já havia seguido viagem. No entanto, em gratidão, o engenheiro irá tentar conseguir empregos para eles nesta segunda-feira (30).

Preso em Tabira é Suspeito de Chefiar Quadrilha, Diz Polícia Da Paraíba

Polícia prende suspeito de liderar quadrilha de assaltantes no Sertão
Algério Simoa da Silva, preso em Tabira-PE, é suspeito de chefiar grupo de assaltantes responsável por roubos no Sertão da Paraíba e em Pernambuco  
Para as polícias  Civil e Militar da Paraíba que prenderam com apoio do Gate e Rocan de Pernambuco nessa última quinta-feira (26/05) Algério Simoa da Silva, suspeito de chefiar um grupo de assaltantes responsável por roubos no Sertão paraibano e em Pernambuco desmontou a possível organização criminosa . A ação teve apoio da Polícia Militar daquele estado e aconteceu na cidade de Tabira (PE).
De acordo com o delegado Cristiano Jacques, titular da 16ª Delegacia Seccional, que tem sede em Princesa Isabel, a quadrilha era investigada por praticar assaltos nos dois estados, nas cidades paraibanas de Água Branca, Teixeira e Juru, e ainda Tabira, Solidão, Sertânea, São José do Egito e Afogados da Ingazeira.
“Eles tinham como alvo residências na zona rural e também roubavam motocicletas. Na quarta-feira, foram presos em Água Branca outros três integrantes do grupo criminoso, e nesta quinta-feira o chefe do bando, por cumprimento de mandado de prisão temporária expedido pelo Juízo da mesma cidade”, explicou a autoridade policial.
O delegado ainda acrescentou que as ações do grupo eram caracterizadas pela violência, com uso de arma de fogo nas abordagens. “Na semana passada, outro grupo responsável por assaltos na região também foi preso, na cidade de Juru”, acrescentou o delegado, afirmando que Algério permanece na unidade prisional de Princesa Isabel, à disposição do Poder Judiciário.

Redação com Secom-PB

sexta-feira, 27 de maio de 2016

TABRIRA: POLICIA CUMPRE MANDATO DE PRISÃO

Uma operação policial realizada na cidade de Tabira no sertão de PE. Às 19h00  da última  quinta feira dia 26/05, com o título  Fecha Batalhão realizada pelas  equipes do GATI e ROCAM, GT de Tabira e Solidão, foi dado cumprimento ao Mandado de Prisão Temporária expedido pela Juíza de Direito em exercício na Comarca de Água Branca – PB, em desfavor do imputado A.S.S., de 27 anos, morador do Fátima 1, em Tabira. Ao ser localizado pela equipe da ROCAM, o imputado foi abordado e detido, sendo encontrado com o mesmo a quantia em espécie de R$ 972,00 (novecentos e setenta e dois reais), um cheque no valor de R$ 5.600,00 (cinco mil e seiscentos reais), um aparelho celular da marca Iphone, sem o chip e a motocicleta Honda/POP 100, cor vermelha, ano 2014, placa OYQ 9558. O imputado foi conduzido juntamente com os objetos apreendidos a DP de Afogados da Ingazeira. A motocicleta foi encaminhada a 24ª CIRETRAN de Afogados da Ingazeira, por encontrar-se com o Licenciamento em atraso. Com informações de Cauê Rodrigues