sábado, 25 de abril de 2015

Doença pouco conhecida é Descoberta na PB

Especialista e MS dizem que não é grave
Portal Correio/Reproduçã
Uma universitária de 29 anos, dos Bancários, disse que percebeu manchas vermelhas pelo corpo e confundiu o problema com dengue. Apesar desse sintoma, ela falou que não sentiu nenhum outro, como dores ou fraqueza. O Ministério da Saúde e uma especialista tranquilizam, dizem que a doença pode ser eritema infeccioso e não é grave, exceto em mulheres grávidas ou pessoas com problemas imunológicos.
A estudante falou  que não procurou nenhum serviço de saúde da Capital, mas ficou assustada com a possibilidade de ser algo mais grave só em ouvir o nome. “Senti uma coceira leve pelos braços, algumas dores fracas nas articulações, mas não fui ao médico. Quando me falaram dessa doença, fiquei com medo, achando que isso fosse algo muito grave”, afirmou a jovem.
O Ministério da Saúde informou que está acompanhando os casos da doença em todo o Brasil e também enviou técnicos à Paraíba para fazer monitoramento e avaliação. Por meio de nota enviada ao Portal Correio, o MS explicou que “participa da investigação dos casos de síndromes exantemáticas, junto com as secretarias estaduais e municipais de Saúde. Até o momento, as informações recebidas indicam casos de baixa gravidade e de curta duração”, sendo ‘doenças exantemáticas’ aquelas que afetam a pele. O MS não especificou em quais locais esteve fazendo esse monitoramento nem quantas pessoas teriam sido contabilizadas com a doença na Paraíba, apesar desses questionamentos terem sido solicitados.

A Secretaria Estadual de Saúde disse que a pessoa responsável por tratar sobre esse assunto está viajando e por isso não pode informar nada a respeito.
Diretora-geral do Hospital Clementino Fraga, em João Pessoa, Adriana Texeira disse  que a doença é mais comum em crianças, mas também pode acometer adultos, e deixou claro que ela não é grave, exceto para mulheres grávidas ou pessoas com problemas no sistema imunológico.
Segundo ela, “eritema infeccioso é uma doença causada pelo vírus parvovírus B19. Também chamada de parvovirose, a doença afeta principalmente crianças e os principais sintomas são erupções vermelhas nos braços, pernas e rosto. Essa doença pode ser grave em casos de gravidez ou pessoas com um sistema imunológico comprometido”.
Em artigo publicado, a especialista afirmou que “uma vez que se manifesta, a doença deixa de ser contagiosa”. Nos adultos, Adriana disse que a doença pode provocar dores nas articulações e manchas vermelhas na pele.
Conforme a diretora-geral do Clementino Fraga, o tratamento não é feito a base de remédios específicos, basta repouso, boa alimentação e tomar muito líquido. Depois da primeira vez, a pessoa fica imune à doença. Adriana Teixeira finalizou afirmando que a recomendação básica para evitar o contágio é lavar as mãos com frequência.Correio da PB

sexta-feira, 24 de abril de 2015

Solidão: Eucaliptos Que Embeleza Entrada da Cidade Pode Ser Cortados Para Sempre

Você sabia  que  existe um  plano  na câmara de vereadores de Solidão para erradicar de uma vez  por todas esta  linda  fileira de eucaliptos  que  além de  deixar  a cidade  mas bonita e  com muita sombra  também  faz parte da arborização  da cidade. Segundo alguns vereadores que  tiveram a macabra ideia  as plantas oferecem  um grande risco a população,  pois elas estão  com os troncos podres e as raízes de fora, e pode cair a qual  quer hora , vale lembrar  que  nem uma empresa especializada no ramo emitiu um laudo comprovando isso, apenas os vereadores  que  chegaram a essa conclusão  que as arvores vão cair. Teve vereador que  chegou a convidar  as pessoas e entidades  da cidade para comparecer a câmara para discute o assunto, já que é polêmico   sobre  o corte ou não das arvores  mas ninguém  compareceu. "Quem pergunta quer saber  os eucaliptos devem ou não serem cortados"   
Foto Girleno Veras

Onda de homicídios assusta Serra Talhada

Cidade, no Sertão do Estado, vive clima de insegurança. Moradores estão com medo / Diego Nigro/JC Imagem

Do JC Onlin

Uma onda de homicídios está assombrando os moradores de Serra Talhada, no Sertão do Estado. Desde janeiro deste ano, nove assassinatos já foram registrados na cidade, o que levou a Secretaria de Defesa Social (SDS) a enviar reforço policial para conter o clima de insegurança gerado no município. O assassinato mais recente ocorreu na noite da última quarta-feira (22). A polícia trabalha com a hipótese de que uma parte dos crimes tenha ligação direta com a execução do vereador Cícero Fernandes, conhecido como Cição, morto no mês passado. O delegado Guilherme Caraciolo, designado para investigar o caso, disse ser provável que algumas mortes tenham sido motivadas por vingança, em resposta ao assassinato do político, que também era policial militar da reserva. A sequência de crimes gerou várias especulações, entre elas, a de que haveria uma lista de pessoas marcadas para morrer em Serra Talhada. Segundo a polícia, essa informação não passa de boato.
O medo silenciou os moradores. Apesar de assustados, eles evitam falar sobre o assunto. Todas as pessoas que aceitaram conversar com a reportagem pediram para não ter o nome divulgado. A sensação de insegurança está provocando ainda uma mudança de hábitos. Muitos moradores admitiram que estão evitando ficar nas ruas da cidade durante a noite.A polícia também tem mantido as investigações sob sigilo. Além da morte do vereador, o delegado Guilherme Caraciolo investiga o assassinato do empresário Alexandro Carvalho da Silva, conhecido como Xuxa, ocorrido este mês. A investigação dos demais está sob a responsabilidade da delegacia local. “Já temos uma linha de investigação e ela aponta para a possibilidade de vingança em alguns desses homicídios. Mas com certeza nem todas as mortes têm ligação com o assassinato do vereador. Algumas se tratam de casos isolados”, explicou Guilherme Caraciolo.
A última vítima foi o motorista Iranildo Nunes Lima. Ele foi morto com vários tiros, no bairro do Bom Jesus. Foi o terceiro homicídio apenas este mês. No mês de março, foram registrados quatro assassinatos. Já em janeiro e fevereiro, a polícia registrou uma morte, em cada mês. De acordo com a polícia, nenhum suspeito ainda foi preso.
Após a sequência de crimes, a Secretaria de Defesa Social enviou um reforço para a cidade de cerca de 50 policiais militares e dez policiais civis. No ano passado, foram registrados 35 homicídios em Serra Talhada, quase o dobro dos assassinatos registrados em 2013.

PALAVRAS-CHAVE

quinta-feira, 23 de abril de 2015

DELEGACIA DE BOM CONSELHO DESVENDA CRIME DE AGRICULTOR QUE TEVE CORPO CARBONIZADO

elementos que praticaram homicidio bom conselho agresteviolento.com.br
O delegado da cidade de Bom Conselho, Alex Almeida, em um trabalho inteligente e rápido, com toda sua equipe de trabalho, desvendou o mistério da morte do agricultor, Lourinaldo Cosmo da Silva de 36 anos de idade, localizado no último dia 14/04, totalmente carbonizado em cima de uma moto, numa estrada vicinal que da acesso ao Sítio Salgadinho, que fica na divisa com o Estado de Alagoas.
A INVESTIGAÇÃO
A Polícia Civil de Bom Conselho chegou a três linhas de investigação durante o inquérito policial. Uma, relacionada a desentendimentos no assentamento, devido a posse da terras, a outra, envolvimento com roubos e furtos na região onde morava e por último, crime passional. Inicialmente, as duas primeiras linhas investigatórias, foram descartadas, sobrando apenas a questão passional.

corpo carbonizado bom conselho agresteviolento.com.brO CRIME
Segundo o delegado Alex Almeida, durante as diligências, apurou que  na segunda-feira, dia 13/04, data do crime, Lourinaldo teria bebido durante todo o dia com colegas e amigos do assentamento, localizado no Distrito de Lagoa de São José. Por volta das 21h30m ele saiu do assentamento e foi direto para a casa do ex-sogro, onde a ex-mulher, Leidiane Rodrigues, estava morando com o pai e o atual marido, José Márcio. O Lourinaldo conviveu por 15 anos com a Leidiane, onde os dois tiveram 04 filhos.

AS AMEAÇAS
Outras informações constaram que toda vez que ele bebia, ameaça a ex-mulher, por saber que ela não o queria mais. Na noite da segunda-feira, dia 13/04, Lourinaldo começou a perturbar na residência, jogando pedras na casa do ex-sogro e chegou a arrombar a porta com pontapés.
Como o José Márcio, atual esposo da Leidiane não gostou de ter visto aquela cena, saiu de dentro de casa com um facão em punho, o perseguiu e conseguiu golpeá-lo na região da cabeça por várias vezes, deixando-o sem vida no local onde foi encontrado o cadáver. O corpo foi localizado por populares somente no dia seguinte, ou seja, na terça-feira, dia 14/04.

 A IDEIA DE SE DESFAZER DO CORPO
Como o Lourinaldo já estava sem vida, José Márcio, marido atual da ex-mulher do Lourinaldo,  chamou o sogro (Elidio Rodrigues) e o cunhado (Gersione Rodrigo) para levarem o cadáver para a estrada que da acesso ao Sítio Salgadinho. Chegando ao referido local, tocaram fogo no corpo em cima da moto usando o combustível da própria motocicleta.

delegado de bom conselho agresteviolento.com.br
NA DELEGACIA
Os acusados foram ouvidos pelo delegado Alex Almeida, que de imediato solicitou ao juiz local a prisão preventiva dos mesmos, onde foram encaminhados para a Cadeia Pública de Bom Conselho. Eles vão responder por Homicídio Qualificado. Quanto a ex-mulher do Lourinaldo, ela não foi acusada de participação no crime, segundo o delegado.

Fonte: Blog do Cláudio André